sexta-feira, 8 de julho de 2011

Terapias Alternativas

Já à algum tempo que não partilho com vocês algum dos artigos que leio. Decidi que hoje iria partilhar um sobre Terapias Alternativas, mais precisamente sobre Sauna e Banho Turco.

Terapias muito apreciadas por quem faz e muito tentadoras para algumas pessoas que ainda não experimentaram, por alguma razão, mas que gostariam de experimentar.

Este artigo que hoje vos apresento vai falar sobre a diferença entre Sauna e Banho Turco e os seus benefícios na beleza e também na saúde. É um dois em um. Espero que gostem!




"Já todos, certamente, ouvimos falar sobre sauna e banho turco. Mas, quais são afinal as principais diferenças e benefícios destas práticas?

Sauna
A sauna consiste em permanecer durante algum tempo, num espaço reduzido e numa atmosfera seca, que pode atingir temperaturas elevadas.
Esta prática centenária teve origem na Escandinávia e é, em alguns países, como a Finlândia uma cultura tradicional. Aliás, a palavra sauna é de origem finlandesa. Tradicionalmente, é efectuada num compartimento de madeira, onde pedras aquecidas atingem temperaturas superiores a 70 graus, obrigando o corpo a transpirar. De seguida, toma-se um duche frio. Nos países do Norte da Europa, após uma sessão de sauna, é comum rolar o corpo na neve ou mergulhar num lago gelado. Por esta razão, é habitual observar, nestes países, saunas situadas perto de lagos. Esta prática está de tal modo enraizada, que a maior parte das habitações possui sauna. No Norte da Europa são vulgares os balneários colectivos, pois a sauna é ainda considerada um ritual que promove o convívio.


Banho turco
Muitas vezes a sauna é confundida com o banho turco, mas na verdade são práticas diferentes. Ao contrário da sauna que se realiza em atmosfera seca, o banho turco consiste em permanecer numa atmosfera saturada de vapor de água (100% de humidade), a uma temperatura entre os 40 e 50 graus. São também utilizadas folhas de eucalipto na realização dos vapores.
Esta prática descende das termas conhecidas da Antiguidade. Julga-se, que os antigos médicos recorriam a esta técnica para hidratar o corpo, desobstruir os poros e as vias respiratórias dos mercadores otomanos, após estes terem percorrido longas distâncias no deserto. Assim, surgiram as primeiras termas, construídas em mármore onde, em enormes recipientes de barro, se fervia água com folhas de eucalipto. Esta terapia ganhou importância e espalhou-se pelas civilizações arménia, árabe, grega e romana, tornando-se conhecida na Europa apenas no século XVII.


Actualmente, a maior parte das instalações de ginásios, piscinas e SPA possui cabinas de sauna e de banho turco e os benefícios que a sudação promove são por exemplo, o relaxamento muscular, a activação da circulação e o alívio do stresse. Durante o tempo frio estas técnicas podem ajudar a aliviar as constipações, ao facilitar o descongestionamento das vias respiratórias. Para além de ajudarem a desintoxicar o organismo através da eliminação de impurezas, hidratam a pele e promovem a desobstrução dos poros, optimizando, consequentemente a absorção de cremes cosméticos.
Antes de iniciar a sessão (sauna ou banho turco) deve tomar um duche com água tépida para ajudar a abrir os poros. Aconselham-se sessões de 15 minutos, seguidos de um duche frio e mais 15 minutos de calor. Ao sair, é recomendável um período de descanso e a ingestão de muita água, para repor os líquidos eliminados. Não deve prolongar as sessões nem a temperatura para além do aconselhável, pois tal é arriscado e não proporciona os benefícios habituais. O excesso de calor é prejudicial, nomeadamente em caso de hipertensão, problemas cardíacos e vasculares. Antes de fazer sauna ou banho turco deve aconselhar-se com o seu médico, para verificar o seu estado de saúde."

Artigo retirado da Revista "Sentidos, revista de saúde e bem estar"



Gostarias de Encomendar Oriflame Online?
Contacta-me já

Mensagem By Beauty Blogger
Vânia Martins


Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisar Aqui